segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Viajante Convidado: Gresiela - Girona e Carcassone - Parte II

Seguindo viagem...
Nosso objetivo do dia era chegar em Carcassone, mas queríamos aproveitar um pouco o que havia no caminho então decidimos parar em Girona.
Os labirintos da cidade
Um encanto de cidade. Um verdadeiro labirinto de pedras, um rio, prédios coloridos, uma muralha, uma vista, construções antigas... tudo isso criou uma clima emocionante.
Girona, Espanha
A foto clássica de Girona


As ruas, construções antigas.

Ponte sobre o rio Onyar
A muralha de Girona

Os Pirineus e a neve emolduram Girona

E eis que meu filho aponta e diz, olha lá a neve. O que tem de mais legal em viajar com criança é que na sua ausência de paradigmas, elas conseguem ver rapidamente o que às vezes demoramos mais ou nem vemos. Não imaginávamos que dali poderíamos ver os Pirineus, mas ali estavam...

Depois de caminhar pela cidade antiga por umas 2 horas, seguimos viagem.
No caminho para a França estava lá a nossa frente os Pirineus.
Uns instantes depois de chegar na França, na região de Languedoc-Roussillon, estive no segundo ponto alto da viagem. De repente eis que estou vendo certas cores no céu, no verde, na paisagem, e tenho a sensação de já conhecê-las. Sim, já conhecia de diversas pinturas de Van Gogh, Monet e outros que nem sei dizer. Foi impressionante! Emocionante! Tive que perguntar para o meu marido se eu não estava alucinando, rsrsrs. Ele me respondeu que só estaria se ele também estivesse. Infelizmente nenhuma foto fez jus a esta visão. Mas segue uma com os típicos pinheiros da região.
Carcassone
Quase chegando à Carcassone, um pequeno incômodo. Nossos cartões de crédito não passaram no pedágio de entrada da cidade (e não passaram em nenhum outro pedágio na França, apesar de passarem nos da Espanha). Como ainda não estávamos muito habituados com essa coisa europeia de ter que se haver com as máquinas, e como meu francês não é lá estas coisas, demoramos uns minutinhos para conseguir que alguém viesse cobrar pessoalmente. Depois, como tivemos que fazer isso em todos os pedágios da França, até meu filho já sabia a frase em francês para pedir que o atendente viesse nos cobrar pessoalmente.

Carcassone! Muitos filmes que já vimos foram gravados na vila medieval de Carcassone. Então, claro, a cidade nos pareceu um cenário.




Tivemos até a sorte de um arco íris!
Arco-íris nas muralhas de Carcassone

Nos hospedamos no hotel Best Western Donjon, reserva realizada pelo Decolar. Ele estava localizado dentro da vila, e foi muito legal saber que estava dormindo num lugar medieval. O hotel, muito moderno e confortável, deixava, em algumas paredes, aparecer a história.




Almocei o famoso Cassoulet Francês. Bom para experimentar.














Mas se vila Medieval é uma graça por dentro, nada se compara ao sair no final do dia para vê-la de fora. As luzes se acendem ao seu redor e a imagem é típica dos contos de fada.
E como se ainda pudesse ficar mais bonito, eis que surge uma lua cheia, cheíssima, gigante, sobre a Vila. Parecia mesmo um cenário! Para não dizer que foi tudo perfeito, quando saímos da Vila, me esqueci de levar a máquina fotográfica e tinha comigo apenas o iPhone, que, de noite, tem uma câmera muito ruim. De qualquer forma, meu filho me lembrou que a melhor foto é aquela que fazemos com os olhos. Bonitinho, né?





Um detalhe importante é que anoitecia a partir das 21, 21:30, então quando nos empolgamos com o visual, não prestamos atenção nas horas, e nos esquecemos que restaurantes fecham Às 22 horas... Ficamos sem jantar neste dia.  De qualquer forma, estávamos satisfeitos com tanta beleza.
A cidade fora da Vila Medieval também é uma graça. Vale muito conhecer.




No outro dia de manhã, acordamos, tomamos o café do hotel, meu filho comprou seus brinquedinhos medievais, uma besta e um arco e flecha, e partimos na direção da Provença. Próximo destino Aux-en-Provence.


Acompanhe os relatos da Gresiela e sua família, com suas andanças por Barcelona:

Conheça nosso relato de bate volta a Girona desde Barcelona:

Nenhum comentário:

Postar um comentário