quarta-feira, 22 de junho de 2011

Silvinha na Praia do Espelho, uma Experiência Fantástica


A praia do Espelho por muitos considerada a praia mais bela do Litoral Brasileiro, realmente merece uma visita. Ideal para passar um dia quando se esta em Trancoso ou Arraial D'Ajuda, ou mesmo ficar hospedado em uma das poucas pousadas da Praia.
A praia do Espelho fica no Sul da Bahia, está a 25 quilometros de Trancoso e 15 quilometros de Caraíva. Viemos de Trancoso por uma estrada de chão esburracada, passando por uma reserva Indígena e uma grande Fazenda de Búfalos. Nosso trajeto durou aproximadamente 40 minutos e seguimos a dica do @Riqfreire, para não estacionar nos estacionamentos em cima das falésias, seguimos sempre até encontrar os bares e restaurante em frente da praia de Outreiros, atrás da barraca do Bahiano.
O visual é de perder o fôlego, e chegamos aproximadamente às 11 horas, com a maré baixa, deixando a praia com várias piscinas naturais. Ficamos curtindo as piscinas e tomando uma água de coco, por algumas horas. Algo assim muito difícil, que cansa, típica vida na Bahia. Importante sempre pegar informação em Trancoso sobre a tábua das marés, para saber qual hora a maré estar ficar cheia ou baixa.




Talvez um segredo, mas não tão segredo seja o Restaurante da Silvinha no Espelho.
A Silvinha é uma daquelas que viveram o sonho, que formaram a colônia Hippie em Trancoso, e agora curte a "dura" vida no paraíso do Espelho.
Para ir na Silvinha, é preciso reservar, nós solicitamos ao pessoal da pousada ligar e fazer nossa reserva. A reserva é obrigatória pois no local são servidos poucos almoços por dia, e a fama é cada vez maior. Digamos que funciona num esquema Low Profile, sem grande estress, tudo a ver com o descanso no Sul da BAhia. O cardápio físico não existe, ela que faz o que o Mar levou de melhor para o dia, existe um preço fixo, quando fomos era de 60 reais por pessoa.





Ao chegarmos a mesa ainda não estava liberada, nossa reserva era para às 15 horas. Isto não foi nenhum problema, haviam uma espreguiçadera para ficarmos beliscando uma massa fininha, com pastas delicosos. Além é claro de uma Boehmia Gelada e uma ótima Caipirinha de Abacaxi com Maracujá.




O cardápio do dia foi um Badejo assado na folha de Bananeira, um refogado de legumes (se fosse na França um Ratatouille), com lentilhas, arroz, purê de banana e arroz de banana. Para acompanhar o peixe três molhos: de manga, de temperos verdes com pimenta e vinagrete.


Este Badejo na Bananeira estava delicioso.







Para a sobremesa, foi servido brigadeiros com chá e um café coadinho na hora, no capricho.
Após a esbórnia gastrônomica, fizemos uma siesta no próprio restaurante. Ouvindo o barulho do Mar e curtindo o clima da Praia do Espelho.









Após o almoço e siesta, saímos sa Silvinha já estava anoitecendo e a maré havia mudado. Como relatamos antes a maré faz muita diferença nestas praias, e o visual do Espelho ficou totalmente diferente do momento de nossa chegada. Montei estas duas fotos para comparar a praia que chegamos e a que saímos, totalmente diferente.
Sugestão de Hospedagem em Trancoso:

5 comentários:

  1. Oi Gustavo, parabéns pelo blog, encontramos a partir da citação em um outro (Viagem e Viagens).
    Está no ar há menos de dois meses o site Notícias de Viagem (www.noticiasdeviagem), que divulga promoções de passagens, hotelaria, aluguel de carros, cruzeiros, pacotes, etc. Seria legal se você pudesse dar uma conferida e nos passar sua opinião ;)

    Abraço

    Marília e Roberta - editoras

    ResponderExcluir
  2. Marília e Roberta,

    Obrigado pela visita!!

    Boa sorte com o Noticias de Viagem!!!

    ResponderExcluir
  3. Li em vários blogs e sites como era maravilhoso e exclusivo o restaurante da Silvinha. Fiz minha reserva e o valor era de R$100 por pessoa, achei o preço salgado porem por se tratar de entrada + prato principal + sobremesa achei que valeria a pena.
    Chegando lá me decepcionei com a entrada, que nada mais era que pão com molho. Por alguns instantes cheguei a pensar que ainda haveria uma outra entrada, mas era aquilo mesmo. O prato principal era peixe ensopado e estava bem gostoso.
    Na hora da sobremesa mais expectativa e decepção, foi servido um brigadeiro de colher e só.
    Por estar na Bahia, em um restaurante que só se consegue ir com reserva e pagando R$100 por cabeça imaginei que o cardápio seria mais saboroso e característico da região.
    Para piorar a experiência o atendimento foi péssimo. Não nos perguntaram o que achamos da refeição e nem um muito obrigada, volte sempre ou aproveite a viagem nos foi dito.
    Receberam o dinheiro, viraram a cara e foram embora.
    Lamentável e péssima experiência.
    Meu grupo de 8 pessoas saiu bem insatisfeito.
    Não voltaria e não recomendo a ninguém.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Chato isso Maria Julia

      Restaurantes e hotéis são experiências, e alguns lugares não conseguem repetir o feito a todas as pessoas.
      @GusBelli

      Excluir