sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

No Egito fora do Deserto e Longe do Nilo

Tenho um grande interesse pelo Egito desde as aulas no colégio Catarinense, na quinta série, sobre pirâmides e Faraós. Ao visitar os museus Metropolitan em Nova York, o Louvre em Paris e o British Museum em Londres, conheci de perto muitas das maravilhas dos Impérios Egípcios sem ter que ir ao Egito.

A grande polêmica e o que tanto destes tesouros estão fazendo longe do Egito? De vez enquanto se escuta notícias que o povo e o governo do Egito se consideram furtados de seu patrimônio.


Uma das mais famosas relíquias é o Obelisco de Luxor na praça Concorde em Paris, o que está fazendo uma coluna daquele tamanho tão longe do deserto do Saara?
É um questionamento pertinente, porém as vezes se estivessem no Egito muito destes tesouros já poderiam estar derretidos ou destruídos.






Obelisco de Luxor ao Fundo



Metropolitan Museum of Art , em Nova York.


Com certeza um dos mais conceituados museus do mundo, com uma coleção de arte Egípcia enorme, e na minha opinião a mais organizada em sua distribuição.

Impressiona a presença de um templo Egípcio Completo dentro do Museu. Uma grande coleção de esculturas, jóias e preciosidades, numa disposição e organização muito fácil para se visitar e compreender.



Lembro no Metropolitan Museum o valor do ingresso é sugerido, e você pode simplesmente deixar um dólar e entra, esta é uma dica do site Nova York para Mãos de Vaca.
Lateral do Templo
Colunas do Templo

Museu do Louvre ,em Paris.
Talvez o mais famoso dos museus do mundo, com muitas das obras mais famosas e reconhecidas da história das artes.

Dentre as muitas coleções do Louvre, com certeza a parte de relíquias e tesouros do Egito não é das mais destacadas, está num andar térreo e escondida praticamente, mas para quem estiver cansado de telas de realezas e Renascentismo, e procura uma área com menos turistas e barulho, vale a pena conhecer esta coleção de relíquias do Egito.

A origem de muitos destes itens, foram saques durante a invasão do Egito nas guerras Napoleónicas (saiba mais).



Uma Esfinge

The British Museum ,em Londres.

Um dos mais amplos e belo museu que já visitei, com coleções e obras de todas as regiões do mundo, com muita ênfase ao tesouros e relíquias das ex colônias Britânicas e relacionados com a história do Reino Britânicos. Lembrando que por muitos anos o Egito esteve sobre os poderes do Reino Britânico.






Repleto de crianças em uniformes escolares aprendendo história e olhando para ela, realmente fantástico e de dar inveja.










As relíquias do Reino dos Faraós da rainha, também estão entre as mais belas exposições de Arte e Relíquias Egípcias do mundo. A coleção de múmias dos Faraós é ampla e diversa, e entre estas raridades está exposta a múmia da rainha Cleópatra, além de muitos animais de estimação como gatos, pássaros, crocodilos, touros bastante interessantes.

Múmia da Rainha Cleópatra
Múmia de um jovem Touro.


Espero um dia ver o Egito in loco, acredito que a energia e a beleza das Pirâmides devam ser irradiantes. Enquanto isto fiz um aperitivo de Egito.

7 comentários:

  1. Ai, vou pro Egito visitar uma amiga antes de agosto! Aqui em Madrid tem um Templo doado pelo Egito a Espanha que é um dos meu lugares preferidos da cidade!

    ResponderExcluir
  2. Legal!
    Existem tesouros do Egito espalhados por todo o mundo. Temos até aqui no Brasil algumas múmias no Rio de Janeiro.
    Valeu!!!

    ResponderExcluir
  3. Adoro arte egipcia!
    parabéns pelo post!

    ResponderExcluir
  4. Muito obrigado!
    Realmente uma das Artes mais completas, possuem, Pinturas, Esculturas, obras arquitetônicaas, jóias, eles eram completos.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  5. Ah, e o obelisco da praça Concorde foi levado pelo Napoleão. - LUCIANA

    ResponderExcluir
  6. Bem bacana, também gosto de arte egípcia. Outro lugar com um acervo muito bacana é o Museu do Vaticano, tem muita coisa! - LUCIANA

    ResponderExcluir
  7. Oi Luciana!
    Obrigado pela lembrança do Museu do Vaticano, realmente existem muita coisa lá também.

    ResponderExcluir