segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Dicas de Veneza

A Veneza!!!


Veneza é com certeza a cidade única, poucos lugares do mundo você poderá se sentir assim. Sem buzinas, moto-boys, e outros barulhos urbanos comuns na maioria das cidades. Um clima de paz legal, e que a deixam muito romântica, sendo um dos destinos prediletos para a lua de mel.
Minha primeira dica de Veneza, é sempre chegar na cidade de trem, não pense em vir de carro se você for dormir nas ilhas, porque você pagará uma diária de aproximadamente 30 euros por 24 horas de um estacionamento, se você for adicionar isto ao valor da diária do automóvel, você pode economizar mais de cem euros num dia, e pegar um hotel melhor ou gastar num dos belos cafés ou restaurantes. Chegando de trem, Veneza está a uma hora e meia de Milão, duas de Florença, três horas e meia de Roma, e agora existem trens noturnos que saem de Paris e chegam pela manhã em Veneza. Se você estiver no fim da viagem facilmente você pega um trem a Milão pela manhã e pega seu voo pela tarde ou noite, sem necessidade de pernoite em Milão.
A Estação Ferroviária de Santa Lucia, o trem para numa das ilhas principais de Veneza. Na frente desta estação existem as paradas dos Vapporetos ( transporte coletivo aquático), que são o meio de transporte mais económico, você pode comprar tickets para viagens única ou por uma determinada quantidade de dias. Se você for parar num hotel com uma localização legal (sempre se localize pela parada do vaporreto), minha dica é você compra um ticket de ida e um de volta, ambos simples, e o restante se perder pelas ilhas e sempre a pé. Na frente da estação existem taxistas, que seriam lanchas médias, que entram nos pequenos canais e deixam você dentro do hotel, custam aproximadamente 50 Euros, mais são negociáveis., se você estiver cansado de carregar malas é uma boa opção. Alguns hotéis de alto padrão possuem este serviço já incluído, vale a pena se informar !!!


Sentado na frente da Estação de Santa Lucia


Ponto do Vaporetto, na frente possui indicação das rotas e paradas.

Ju no Vaporreto

Hospedagem

Algo difícil de se achar em Veneza é uma boa hospedagem, pagando menos de 100 Euros. A dica para quem não estiver com esta disposição é ficar em Mestre (parte continental de Veneza), pegar um trem e o Vaporreto e somente passar o dia pelas ilhas e retorna pela noite.
Escolhi pela opção digamos, mais sensata, que seria em Veneza ficar nas ilhas. Ficamos numa pequena Locanda San Trovaso (hospedagem), com somente 6 quartos, e com banheiros privativos, localizado em Dorsoduro, próximo a parada do Vaporetto Zattere.
O quarto que era mediano, poderia estar em melhores condições de conservação porém não era sujo, somente envelhecido. Era servido um café da manhã no próprio quarto (não se iluda, só um café, suco e um pão cada, com manteiga e nutella), e pagamos 125 Euros de diária. Valeu pela localização próximo a Accademia e a ponte de La Accademia, em 15 minutos andando estávamos na praça de São Marcos, tudo bem fácil. A região de Dorsoduro tem muita vida, cheia de jovens pois possui colégios e universidades, e pela noite muitos ficam com violões e garrafas de vinho se divertindo em grupos nas praças da ilha.

Frente da nossa Locanda
Quarto do San Trovasso

Porém os mais dispostos $, uma sugestão seria o Stucky Molinos Hilton, que está localizado na ilha de Giudecca, sendo um grande hotel, com muitas facilidades e entre uma delas um serviço de lancha constante entre esta ilha e as outras. Além da qualidade de ser uma grande rede, onde a possibilidade de roubada sempre são menores. Indico para os viajantes em Lua de Mel. Link do Hotel

Pôr de Sol no Stucky Molino Hilton


Serviço de Transfer do Molino Stucky, deu inveja !!

O que Fazer:


Realmente, existem alguns programas obrigatórios, ir na Praça de São Marcos, cheia de cafés, galerias de arte e joalherias famosas na praça e seus arredores, que possuem peças belíssimas em suas vitrinas.
A Catedral de São Marcos, que possui as relíquias de São Marcos, e na fachada externa uma sequência de mosaicos com os desenhos de como os Venezianos, devotos de Deus, foram ao Egito e roubaram as relíquias escondendo em carcaças de porco.
Praça de São Marcos

A ponte Rialto que é a mais antiga ponte sobre o Grande Canal, que foi reconstruída algumas vezes durante os séculos, você pode ter noção dos castelos dos dois lados do Grande Canal, é um dos poucos pontos que se visualiza a parte central do canal.
Ponte Rialto

A Accademia, que possui uma grande coleção Renascentista e umas das obras mais famosas de Leonardo da Vinci, o Homem Vitruviano. Com um porém como esta obra é um desenho e muito frágil, ela não pode nem ser visitada ou vista, me informei com a funcionária na recepção e ela me informou que trabalha lá a 6 anos e nunca havia visto ela, minha decepção e nem entrei na Accademia.
Sinceramente são pontos básicos e atolados de turistas, bonito sim, belíssimos, porém em muitos deste pontos nem uma fotografia legal dá para bater, na Ponte Rialto tem que se tomar cuidado para não te empurrarem para dentro do Grande Canal. O ideal é então pegar uma ruela e ir seguindo, apreciando a arquitetura, vendo o movimento, tomando um capuccino ou freddo, depende da época.
Após caminhar e perdesse pelas ruelas e canais, uma opção legal é sempre um dos cafés nas praças, ou senão procurar uma Cantina de vinho, pedir o vinho em taça mesmo ou garrafa, acompanhado de algumas mini bruchettas, queijos, salame ou alcachofras, que numa que eu fui eram qualquer a um Euro e vinhos em taça de 3-7 Euros. Tudo muito legal, você pode fazer isto em pé no balcão ou pedir para levar em copo plástico, já que na Itália, ainda pode beber em locais públicos sem nenhum problema. Após estas taças de vinho, fiquei inspirado e fiz algumas das fotos que ficaram bem legais. (Galeria de Imagens) .

A Cantina del Vino que me perdi em Veneza! (mapa)

Meu vinho e os seus acompanhantes!!!

Opções de Vinhos da Cantina

Comer Bem:

Veneza tem uma gastronomia muito ligada aos frutos do mar, tente buscar restaurantes mais distantes dos pontos turísticos, que você encontrara preços menos exploradores. Na rua se come bem, existem pontos que vende pizzas em fatias e comi também um empadão de presunto com queijo, que me deixam com água na boca até hoje, mais este não tenho a mínima noção aonde era.
Minha dica de restaurante em Veneza
é a Osteria Alla Palatina na Ponte San Pollo (mapa), esta foi a maior aventura, foi o ponto mais difícil de acharmos em Veneza, nos perdemos muitas vezes até achá-lo, porém é recompensante.
O restaurante tem um ambiente legal e jovem, pedimos uma salada de polvo maravilhosa, um Spagetthi Negro, com camarões. Mais o que nos deixou arrependido, foi o prato sugestão que era um La Grigliata di Pesce, que era uma grelha com um peixe assado, com batatas, polvo e camarões. Que ao servir a garçonete limpava o peixe na mesa, tirando toda a pele e espinhas, que ficamos admirando na mesa do lado. Volto um dia lá só para comer este prato. Link do Restaurante


Minha salada de Polvo, Show!!!

Perdido em Veneza! Mais vale a pena!!

Link com minhas Imagens de Veneza
Picasa Veneza



4 comentários:

  1. Belli, parabéns pelo se blog tbm! Boas experiências devem ser divididas mesmo. Viajar é uma saborosa aula prática sobre o mundo e de maneiras diferentes de enxergar a própria vida, continue postando! Bjs

    ResponderExcluir
  2. Belli, ficamos no Duodo Palace Hotel. Muito legal. http://www.duodopalacehotel.com/

    ResponderExcluir
  3. Em Veneza, seguimos a dica do restaurante Osteria Al Ponte. Como você, nos perdemos várias vezes... Veneza. Valeu muito!!!! Local agradável e comida excelente. Obrigada.

    ResponderExcluir
  4. Que legal Raquel,

    Se perder em Veneza é parte do pacote.

    De nada!!!!

    ResponderExcluir