sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Navegar é Preciso - Testando um Cruzeiro


"Navegar é Preciso" Fernando Pessoa

Fizemos nossa primeira aventura no mundo dos cruzeiros este ano.

Depois de passar 10 dias caminhando muito em Boston e Nova York, decidimos antes de voltar pegar um cruzeiro para relaxar. Escolhemos um cruzeiro mais curto, 5 noites, para descobrir as reações do organismo a bordo, e descansar das andanças. Meu medo sempre foi de sentir balançar, enjoar ou ter algum problema com a quantidade de pessoas ou estilo dos passeios. Não sei se tivemos sorte, mas até esquecemos que estávamos em um navio. Com relação aos passeios cada um decide o que deseja fazer, se quer mergulhar, curtir o navio ou passear. Algumas pessoas que estavam a bordo, eram um capítulo a parte, pareciam um grupo Emo/Dark/ Gótico e afins. Não sei definir bem essas tribos, mas com certeza foi divertido!

Embarcamos no Enchantement of Seas da Royal Caribean, para um tour pelo Caribe Western, saindo do Port Everglade em Fort Lauderdale, Flórida. Juntaram-se a nós nesta aventura (de baixo risco) meus pais, meu irmão Guilherme e mais meus tios Liliane e Adilson,e no fim, formou-se uma reunião de família. Com certeza o navio é um ambiente indicado para tour com mais pessoas, porque esta tudo mais ou menos definido, não precisando reuniões para decidir onde ir jantar, passear ou etc.

Piscina Principal

Fim de tarde



Pista de Cooper
Vão Principal

O navio não é dos mais tops, mas mesmo assim não decepcionou. O Enchantement of Seas é um navio de 1997, reformado em 2005. Possui capacidade para 2446 passageiros mais 840 tripulantes. Ficamos em cabines externas, aquelas que possuem somente uma janelinha. O quarto era bastante confortável, e não achei tão apertado assim, muito mais confortável do que um Formule 1. O banheiro era simples, e sem banheira, mais o tamanho bom.


Enfeite com a toalha
Os serviços em geral são muito bons, todos os funcionários cordiais, tudo bem organizado e limpo, além de uma grande pontualidade. A alimentação era boa, um café da manhã bem completo, com frutas, e todos os tipos de bacon, ovos, batatas, salsichas que os americanos adoram, além de alguns bolos e tortas, e bastante variedades de pães.
O almoço em si é simples, mas com opções variadas, e além disso, as pizzas e os hamburgueres estão disponíveis à vontade nos bares. No final de tarde era servido também sushi.
Nos cruzeiros da Royal , existem horários para o jantar, o primeiro horário às 18h e o nosso era o segundo, as 20:30h. Os jantares são servidos à Francesa, com um cardápio variado da cozinha Internacional. Na hora do jantar, um casal de cariocas Bruno e Carol juntavam- se a nos, deixando o jantar ainda mais agradável. Porém, o grande diferencial do jantar certamente foi o Maitrê, um Indiano chamado Debanjan, que lembrava em muito o Tatu da Ilha da Fantasia, e era uma cortesia imensa.
Outra dica bacana é tomar o café da manhã no quarto. Fizemos isto duas vezes, existe um cardápio no quarto, onde você anota o que deseja e o horário para a entrega. Você deve deixar pendurado na porta do quarto até as duas da manhã do dia anterior. Na manhã seguinte, 5 minutos antes do horário marcado, eles avisam que o café será entregue. Assim não correm o risco de pegar alguem de cueca. Muito bem pensado!


Nossa excursão

Detalhe na Cafeteria
Nossa primeira parada foi em Key West, ele ancora dentro da cidade literalmente, existem algumas opções de passeio e mergulhos, além do tradicional aluguel de scooters. Desembarcamos umas 10 horas da manhã, demos um giro pela cidade, fomos ao ponto mais ao sul dos Estados Unidos, casa do escritor Ernest Hemingway, e paramos para beber alguns chopps pelo caminho. Com certeza, o legal de Key West é a noite nos bares da cidade, mais tinhamos que retornar até às 14:00 ao navio. Fica pra próxima.


Um dos Pub Tardicionais de Key West

Nossa segunda parada foi em Cozumel, ilha paradisíca do litoral do México. Tem um post à parte sobre Cozumel, que sinceramente me encantou (aqui o post). Um verdadeiro aquário de águas intensamente azuis e areia branquinha. O Único susto foi na saída, devido a uma tempestade e ventos fortes, o navio da Carnival Legend, se chocou contra o nosso, que estava parado, e foi um grande auê, alarme, sinais de emergência etc. Causou pequenos estragos em ambos os navios, mas não alterou em nada o roteiro. Foi uma verdadeira barbeiragem em alto mar! Tem até video no Youtube. (Veja aqui)


Porto Cozumel, com o Carnival Legend ao fundo


Estrago no Navio da Carnival


Nossa terceira e última parada foi em Belize, uma pequena ex colonia Inglesa na América Central. Nesta parada o navio fica ancorado numa baia, e vamos de barco para cidade de Belize, que não possui muitos atrativos. Nesta parada o principal são as excursões para ruínas Maias, passeios na floresta Tropical e mergulhos, em Belize está localizada a maior barreira de coral do Atlântico.
Nossa escolha foi o mergulho de snorquel na barreira de coral, algo surpreendente. Muito belo o local, você pega uma lancha que te leva a uma ilha no meio do nada, onde estão os guias e os equipamentos, além de alguns coqueiros, para enfeitar a paisagem, uma ilha no paraíso.


Ilha no Paraíso em Belize

Voltando do Mergulho em Belize

Nosso último dia foi navegando, o que foi excelente, para descansar e aproveitar o navio. Relax total.



Fim de Tarde na Jacuzzi
Aproveitamos a experiência e em breve embarcaremos novamente, pois como dizia o poeta "Navegar é preciso"

# Dicas da parada do cruzeiro em Cozumel

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Dicas de Nova York - Joint Burger - Hamburguer Diferente

Associar hamburguer com Estados Unidos é inevitável. Porém, hamburguer não necessariamente precisa ser o Big Mac do Mc Donald's ou o Whopers do Burger King. Existem lanchonetes que dão um toque diferenciado a esta opção gastronômica tipicamente Americana.
O Joint Burger em Nova York, talvez reuna vários ítens que um turista busca na Big Apple: fugir do comum, um local super cool, e com uma comida diferente. Primeiro a localização, que é super especial, ele fica encravado dentro da recepção do Le Parker Meridien, entradas pela 56 St. ou 57 St., entre Sexta e Sétima avenida. (MAPA)


Entrada pela 57 St.

Quando eu localizei o Le Parker Meridien, fiquei meio assim, porque todos dizem que ele fica na 57 St. e não na 56 St., pois até a entrada principal fica na 56St , e a entrada pela 57 St, quase não chama atenção, tanto que passamos pela frente, e quando já estava muito à frente que me toquei que já havia passado. Uma dica legal é ir lá depois ou antes de ir no MOMA, pois ficam próximos, veja no mapa demora uns 2 minutos à pé (MAPA).
Ao entrarmos no hotel nos deparamos com um lugar super bacana e elegante. Pensamos: - Ué, será que é aqui mesmo?? Então perguntei ao funcionário e ele indicou uma cortina vermelha, onde você segue num corredor estreito com um pequeno neon com um Hamburguer.

Cortina para o Sucesso

Espelunca Chic

Ao entrar, você está num local pequeno com umas 10 mesas, paredes riscadas e autografadas por celebridades e turistas, com cartazes de cinema e seriados, uma verdadeira "Espelunca Chic". No balcão você faz seu pedido a um tradicional Nova Iorquino apressado em que você deve seguir alguns passos, anota aí:
- Primeiro passo: você seleciona Hamburguer ou Chessburguer.
- Segundo passo: a carne será mal passado, ponto ou bem passado.
- Terceiro passo: os acompanhamentos: Lettuce (alface), Tomato (tomate), Onion (cebolas), Pickles (pepinos), Ketchup, Mayo (maionese), Mostard (mostarda).
- Mas se você quiser o completo é só pedir: "The Works" .
Além do hamburguer você pode pedir French Fries (vem um sacão de batatas fritas) , Brownie, e as bebidas são refrigerantes, Milkshake e a cerveja Sam Adams. (Cardápio)

Cardápio

Faça seu pedido e espere, tentando encontrar um lugar para sentar. Não fique no balcão, pois você será chamado para buscar seu lanche.
O Joint Burger, com certeza, é uma dica legal para ir a um lugar bacana e com baixo custo em Nova York.

Sam Adams e Hamburguer

Apesar de não termos ido no Five Guys em Nova York, é também uma sugestão bem legal. Além disso, está na moda pelas bandas de lá, por ser o Hamburguer predileto da Michelle Obama. O serviço secreto fecha a loja de Whashington para a primeira Primeira Dama se atracar num fast food.
Em Manhattan, eles possuem dois endereços um na 55Th próximo ao Central Park e outro na Bleeckers St., no Soho. Também é um lanche onde você deve selecionar o que você vai colocar dentro do seu sanduíche. Quando você está na fila, ao lado, tem uns sacos com amendoim com casca e tudo, para você ir comendo enquanto espera. O Five Guys, ou FG, como eles chamam, entra na linha moderninha, de zero gordura trans, verduras sem agrotóxicos, porém o especial deles realmente é o sabor. Este hamburger é realmente muito bom, saborosíssimo.
Minha experiência com o Five Guys foi no Gillette Stadium, em Boston. Consegui encontrar esta fotinho que pegava o letreiro deles.

Five Guys no Gillette Stadium
Aproveitem! E como diria professor Pasquale: Bons Hamburgeres!!!

Além do Hamburgures Nova York é famosa pelos Hot Dogs indicamos o Gray's Papaya :

Se você estiver em NY, aproveite e conheça também o Bar pitti, uma Tratoria que indicamos:

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Dicas de Las Vegas - Cirque du Soleil


Um dos programas imperdíveis em Las Vegas são as apresentações do Cirque du Soleil. Hoje, ir a Las Vegas e não ver um espetáculo deles, é como ir a Roma sem visitar o Vaticano. É programa obrigatório! Em Las Vegas, estão permanentemente, sete espetáculos diferentes do Cirque du Soleil. Cada um, em um teatro especialmente preparado para o show, e dentro de um dos grandes cassinos.
Nossa primeira escolha foi pelo espetáculo Zumanity, dentro do Cassino New York-New York. Este talvez, o mais diferente dos espetáculos, é um show erótico do Cirque do Soleil. "Erótico" , não "Pornográfico". Um espetáculo que cultua o corpo humano pela sua beleza e erotismo. Com belas bailarinas e bailarinos semi-nús, show de acrobacias e algumas passagens muito engraçadas. Os atores interagem com o público, o que torna o espetáculo muito divertido. O Teatro e a entrada para o show, já são um evento, pois alguns dos participantes já estão na entrada para fotos. No bar, todos os drinks possuem nomes sugestivos como: Oral Fixation, Casanova's Delight, e assim por diante. Realmente, um espetáculo adulto e de muito bom gosto, com acústica e músicas dignas de um grande show. Para este espetáculo, eu já havia comprado ingressos previamente pelo site, com antecedência. Levamos um comprovante impresso, e não ocorreu nenhum tipo de incoveniente.


Entrada do Teatro
Ju e um dos Dançarinos
Menu do Bar

Como ficamos maravilhados com o espetáculo da noite anterior, resolvemos ir em mais um show. Fomos ao Cassino MGM Grand pela manhã, na busca por ingressos para o show KA do Cirque du Soleil, daquela noite. Tivemos sorte e conseguimos. O KA , é talvez, um dos espetáculos mais típicos do Cirque de Soleil. O espetáculo representa a guerra de dois povos, com acrobacias e performances impressionantes dos bailarinos. Cenário e efeitos visuais perfeitos! É realizado em um teatro mais amplo do que o do Zumanity.
Entrada do KA

Fomos somente nestes dois, mas exitem as outras opções, e o mais comentado é o que esta no Cassino Bellagio. Chama-se O, um show que mistura as tradicionais acrobacias e nado sincronizado, num ambiente aquático. No Luxor , tem o show Criss Angel Believe , que mistura acrobácias e ilusionismo. No Treasure Island, o show é o Mystere, um tradicional show de acrobacias e performance, e no Mirage, o Love, um show em homenagem aos Beatles.
E quando estava acabando de escrever este post, descubro a existem do novo show o Viva Elvis, no Aria Resort & Cassino, um show em homenagem ao Elvis, com sua música e swing. Estréia em Dezembro de 2009.

Para quem estiver em dúvida em qual espetáculo ir, é só entrar no sites abaixo e ver os clipes das apresentações de todos os sete shows em Las Vegas:
http://www.cirquedusoleil.com/LasVegas

Vai para Las Vegas, outra dica, não deixe de almoçar ou jantar num dos Buffet dos Grandes Casinos, veja o post:

Mais uma Dica Imperdível em Las Vegas!!!
Boa Viagem!!!

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Dicas de Paris - Passeio de Barco no Rio Sena

Muitas cidades Européias estão localizadas ao longo de um rio, que o transformava na via principal de transporte e vida nos séculos passados. O Rio Sena (Salvador) em Paris, divide a cidade em Rive Gauche e Rive Droite (Margem Direita e Esquerda), e ao longo do rio estão as principais atrações turísticas da cidade.
Os Bateaux Mouches são os famosos barcos que fazem o passeio ao longo do rio Sena, porém, é inevitável que o nome Bateaux Mouche, nos lembre o acidente do reveillon no Rio de Janeiro. No embarcadero da Pontes da Almas, onde ocorreu o acidente da Lady Dy, você inicia seu passeio ao longo do Sena
Existem basicamente dois tipos de passeios: o passeio com almoço ou janta incluídos, que sugerem um traje mais formal, e os passeios de aproximadamente uma hora, que saem da ponte das Almas até Ille Saint Louise, retornando ao ponto de partida.

Ponte das Almas
Fizemos o passeio simples, sem refeição, que custa aproximadamente 10 Euros pessoa. Levamos vinho, queijo e outros aperitivos para curtirmos este passeio. Embarcamos ao entardecer, para observarmos o acender da "Cidade Luz". Particularmente, uma das horas mais belas para fazer este passeio, e ainda, tivemos o privilégio da lua nos acompanhando.

O visual compensa o copinho plástico com vinho.

A noite estava ruim, tinha até uma lua ao fundo

O barco cruza a cidade, e você, deslumbrado com certeza de estar visualizando uma das mais belas cidade do mundo, por um ângulo inusitado. Além das belas pontes, você ainda passa por quase todos os pontos turísticos mais belos da "Cidade Luz".

A cidade vai acendendo
Notre Damme

Romance no Ar

Realmente, para quem estiver indo à Paris, esta é uma dica para observar a cidade com outros olhos e belos ângulos dos muitos monumentos da cidade Luz.

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Dicas de Nova York - Balthazar



Restaurant Balthazar no SOHO, 80 Spring St., esquina com Crosby St,. a poucos passos da estação Spring St. da linha verde do Metro (mapa), e um daqueles lugares, que só de entrar já sentimos que será uma experiência única. Reservar para ir no Balthazar é muito importante, seu hostess já foi citado num episódio do Sex and the City, como mais poderoso do que o prefeito de NY. Apesar de sempre sugerirem reservar eu e a Ju, fomos pra lá sem reserva, chegamos depois das 9:30, e como os americanos, geralmente jantam mais cedo, tivemos sorte com isto, pois esperamos menos de meia hora para estarmos na mesa. Aguardar a mesa não foi um problema porque como em muitos restaurantes de NY, você aguarda a mesa no bar e vai sentido o clima do restaurante, observa os pratos que estão saindo e aguçar seu pedido. Porém se for um dia frio, e o bar estiver lotado será sugerido você aguardar do lado de fora.
Restaurant Balthazar
Balcão do Bar

A cozinha do restaurante, é típicamente Francesa, com alguns acréscimos interessantes. No Balthazar funciona também uma padaria e confeitaria, e seu Brunch servidos no final de semana é famoso.
A carta de vinhos é ampla, e formada por vinhos Franceses, das mais importantes regiões. Além de uma ampla possibilidade de vinhos em taças. Pedi um vinho da casa ou sugestão, um CÔTES-DU-RHÔNE, sem ser safrado ou de grande produtor, tinha um preço honesto.
Nossa aventura gastronômica iniciou com um chevite belíssimo na apresentação, que dava até pena de comer, e tinha um sabor fabuloso.
Seafood ceviche

O prato principal, existem as mais variadas sugestões, além dos tradicionais Fillet com Fritas, já que até num restaurante diferenciado os americanos pedem e muito, talvez o prato que mais vi passar quando estava no bar.
A Ju pediu a GRILLED BROOK TROUT, truta grelhada servida sobre uma salada de lentilhas, nozes e aspargos. Um prato sem comentários.

GRILLED BROOK TROUT
Eu pedi o CHICKEN RIESLINING, frango ao molho de vinho riesiling com cebolas perolas, cogumelos brancos e pequenas massinhas (spätzle). Um prato saboroso e para quem gosta de cogumelos e molhos diferentes era uma excelente sugestão.

CHICKEN RIESLINING

SALAD BAR

Satisfeitos, após esta excelente refeição e como já havíamos comidos doces e outras besteiras o dia todo, faltou espaço para a sobremesa, e para o dessert somente um expresso.
Ainda na saída vendo o livro de receita da casa, o hostess, muito simpático veio conversar conosco e disse que seu prato predileto era o Braised Short Ribs, Cordeiro assado servido somente ao sábados como sugestão do chef.
Com certeza a melhor experiência gastronômica desta nossa passagem pela Big Apple.

Outras Sugestões Gastrônomicas em NY:

# Bar Pitti , restaurante total NY

# Um Hamburguer Diferente no Joint Burguer

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Dicas de Viagem - Vôos

Escolhendo a Passagem Aérea

Uma viagem sempre inicia na hora da compra das passagens. Ao comprar as passagens não ser afoito é muito importante, comprar de imediato só por estar barata, pode lhe causar muita dor de cabeça. Estudar as possibilidades de vôos, como em qual empresa você terá uma recompensa maior no seu programa de milhagem (isto explico em outro post, aqui ), o vôo com menos ou sem conexões, o horário de partida e chegada, ou conexões demoradas em que você fica horas no aeroporto são as maiores roubadas e você cansa de olhar os duty free, monitores de chegadas e partida, fuja disto com certeza.

Chá de Aeroporto

Priorize os vôos com menos pousos e decolagens, evite mudanças de aeronaves, mais rápido e menos cansado você chega ao seu destino, além de diminui o risco de ter as bagagens extraviada. Extravio de bagagem com certeza a maior dor de cabeça possível no início de sua viagem, ou a grande frustração de voltar sem os presentes e as lembranças.
Vôos que vão por exemplo a Paris, mas param em Madrid , é um grande risco de incômodo com as bagagens, o sistema de controle de bagagens no lindíssimo aeroporto de Barajas de Madrid, é famoso por sua desconexão de bagagens, dizem que já foi pior, mais sempre escutamos relatos de extravio neste aeroporto. Nos Estados Unidos, quando se vai de uma costa a outra, sempre existem aeroportos de conexão, é o grandioso aeroporto de Fort Worth em Dallas, é um passeio a parte, por sua engenharia e as figuras texanas que você encontra no aeroporto, de trajes e botas Country, porém este também por sua grandiosidade, teve muitos problemas no início com o controle de bagagens. Outra conexão comum, é quando se vai para alguma ilha do Caribe, de Copa Airlines, você para na cidade do Panamá, um bom aeroporto, com excelentes opções de lojas para uma boa compra, porém os aviões da Copa Airline são Boeing 737-800 (igual ao aviões da Gol) cruel para vôos longos e o serviço da Copa também deixa a desejar.
Para o Oriente ou Oceania saíndo do Brasil, não existem voos diretos, então estude qual ponto de conexão você poderá aproveitar melhor. Existem várias opções como um ou dois dias em Dubai, com Fly Emirates, ou em Joanesburgo, com South Africa Airlines, ou parar no Chile ou Los Angels quando se vai pelo Oceano Pacífico, além das paradas mais tradicionais com Frankfurt ou Paris na Europa. As opções são variadas e um mundo a ser conhecido praticamente.

Aeroporto Barajas Madri


Horário da Viagem

A escolha do horário da partida e chegada do vôo é importante, muita atenção . Um ponto muito individual é a possibilidade de dormir ou não durante o vôo, muitas pessoas passam o vôo pilhados, sem a menor possibilidade de dormir, e chegar num fuso horário diferente, necessita de um esforço muito grande para adaptação, e quando se chega de uma noite mal dormida é horrível. Chegar numa grande cidade na hora do rush, também é muito complicado, principalmente para utilizar transporte público, pois suas bagagens podem virar uma grande dor de cabeça e alvo de muitos tropeços. Vôos que saem muito cedo, deixam você sem dormir uma noite antes e se você estiver num hotel, paga a diária, e não consegue nem tomar o café da manhã.
Sempre dou preferência a vôos noturnos por conseguir dormir durante o vôo e já começar aproveitando o meu destino, porém existe o problema de muitas vezes o hotel não permitir check-in antes, o que pode ser um grande inconveniente. Importante ao chegar de manhã é ficar acordado o dia todo para adaptar ao fuso horário, o que pode virar uma batalha.
Escolher o destino é fácil, porém nas grandes cidades você pode chegar por mais de um aeroporto, estude sempre qual tem o melhor sistema de transporte ao seu hotel, se tem transporte público, e qual a distância da cidade, em Barcelona o aeroporto de Girona, muito utilizado pelas Low Cost, fica a quase duas horas da cidade, o que pode ser uma grande fria.


Aeroporto Fort Wort Dallas

Sites Úteis:

Pesquisar as melhores tarifas e disponibilidades, ficou muito fácil com a internet, existe um site chamado Kayak (www.kayak.com), que seria o Google do turismo, ele pesquisa em vários sites de agências e companhias aéreas e disponibiliza as tarifas melhores, ou por horários, quantidade de conexões. Em vôos dentro do Brasil, seu sistema ainda não esta tão eficiente. Para vôos no EUA e Europa é sem erro o melhor buscador.
O Decolar (www.decolar.com.br) no Brasil tem sido minha opção para as pesquisas e compras, possuem muitas promoções e muitas vezes com preço melhor do que direto das companhias aéreas. Porém o Decolar é um site, que fica muito complicado de se resolver um problema, eles nunca respondem seu email, você necessita telefonar para São Paulo, não possuem 0800. Precisei de mais de 4 meses para ter um reembolso de passagem que tive de cancelar e ter meu dinheiro de volta depois de 6 meses, isso após várias ligações.

Low Cost

Empresas Low Cost, na Europa, possuem preços melhores para quem compra adiantado, porém muitas delas voam de aeroportos mais distantes e horários que não seriam sua primeira opção, mais voar entre Londres e Roma, por menos de 40 reais, tem que ter algum inconveniente.
Voei no ano passado de EasyJet, o avião é novo, era um Boeing 737, porém o espaço entre as poltronas e menor do que o habitual e você só pode levar 2 bagagens por pessoa. Este é um problema nestas companhias o limite de bagagens, elas possuem um controle mais rígido, pois já que as passagem foram baratas eles necessitam faturar de alguma maneira.
Já existe um buscador para o vôo com estas empresas www.flylowcostairlines.org , digamos um especialista em achar pechinchas.
Nos EUA, a JetBlue é lider neste segmento, e umas das precursoras deste sistema de empresa. Nas minhas últimas viagens aos EUA, nunca consegui voar com a JetBlue, consigo tarifas melhores e em aeroportos mais próximos com American Airlines e a Delta. Para conseguir tarifas nestas companhias é necessário uma certa antecedência e uma data fixa, pois nas tarifas econômicas a taxa de remarcação é mais cara do o próprio bilhete.

Bon Voyage !!!!

# Programas de Milhagens, minhas dicas.

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Dicas de Buenos Aires - Opções Gastronômicas

Uma das melhores coisas para se fazer em Buenos Aires, é cair no pecado da Gula, comer e beber é um dos grandes programas na capital Portenha. Você encontra desde tradicionais casas de carnes ou parrilla, boas cantinas, cafeterias e outras surpresas da gastronomia Internacional. Uma boa dica para quem vai a Buenos Aires, é sempre consultar o Guia Óleo, o guia online dos serviços e restaurantes em Buenos Aires.

Puerto Madero, o elegante porto transformado em point da moda em Buenos Aires, com restaurantes e bares, possui várias opções e talvez as mais comentadas e citadas nos guias. Os já tradicionais de Puerto Madero são o Siga la Vaca ou o famoso Cabaña de Las Lilas ( do grupo Rubayat), ambos excelentes e bastante concorridos.
Para variarmos e porque havía muita espera para ir no Las Lilas, fomos no restaurante ao lado, que se chama Happening (mapa), possui um serviço de primeira, uma salão amplo e chic. Um cardápio típico portenho, com muitas opções de Parrilla e massas. Todos os pratos bem servidos, uma carta de vinho repleta de vinhos Argentinos. Estávamos em três casais e o Guilherme (meu irmão). O couvert de entrada é bastante legal para acompanhar os vinhos, e o prato principal me deliciei com uma Costela de Cordeiro ao molho de mel, que estava show de bola, o Gui e a Ju foram de Ojo de Bife, que estavam excelente. Lembro sempre que as carnes servidas na Argentina, são praticamente sem sal, e geralmente sem os nossos tradicionais acompanhamentos de churrasco, como farrofa e maionese. Se você quiser peça a parte, uma maionese é a Salada Russa, e as saladas verdes se resumem geralmente a tomate e alface. Como já fui ao Las Lilas, posso citar que a Happenig não possui a fama do vizinho, porém não faz feio, e com uma Cuenta menos dolorida.


Guilherme, eu e a Ju no Happening

Minha Costelinha de Cordeiro
Talvez a noite mais esperada desta ida a Buenos Aires, era a visita ao restaurante Sucre , em Belgrano, um bairro muito belo, e para quem fica na região central é um pouco mais afastado do centro, depois de Palermo (mapa). Como recomendação fiz uma reserva neste restaurante préviamente aqui do Brasil, uma semana antes, vimos algumas pesssoas indo embora por estarem sem reserva.
Ao chegarmos é um ambiente transado, super cool, com uma passarela de garrafas no segundo piso que leva ao banheiro. Aguardamos um pouco no balcão do bar para sentirmos o clima.

Bar do Sucre
A famosa Passarela

Como estavamos em um grupo maior nesta noite, foi nos oferecido uma mesa de espera, enquanto esperavamos os outros casais, e podermos pedir alguma entrada. Pedimos um marinado de Salmão, que recomendo, além do couvert tradicional. A carta de vinhos do Sucre é procurar vinho num guia de vinhos da Argentina, vem um livro com várias opções, separado por uvas, região ou bodegas. Você encontrará vinho para todos os gostos e bolsos com certeza.


Mesinha de espera, junto com meu Pai.

Quando todos chegaram, fomos colocados numa mesa de frente para a cozinha, ou a orquestra da casa, porque é um show. A cozinha é aberta para o salão, você fica observando os pratos sendo feitos, havia um leitão inteiro sendo assado num rolete, assim a noite rende, fomos degustando os vinhos e entradas. O cardápio é bastante variada, e com muitas opções. Como estávamos em muitos e foram várias Botilhas de vinho, posso dizer que a maioria foi bem servida e saiu satisfeito com o Sucre.

Mesa na cara do Gol

A cozinha do Sucre

Leitão sendo assado

Uma cantina tradicional em Buenos Aires, é o Broccolino, bastante próximo a Galeria Pacifico na Calle Esmeralda com a Avenida Córdoba (mapa), você esta numa autêntica Cantina Italiana, com os mais típicos pratos da vera cocina Italiana, tudo com muito sabor e bem servidos, e sendo uma cantina, não podia faltar o barulho e garçons atrapalhados, mais faz parte. Minha sugestão são as pasta, onde você escolhe a pasta e os molhos, eles também servem belas saladas e pizzas também, além do pãezinhos de entrada que são um espetáculo. Deu saudades. Eles possuem uma carta de vinho mais simples (para o padrão Buenos Aires), porém bastante honesta.

Família reunida no Broccolino